MP investiga Escândalo das Diárias em viagem de vereadores de Porto Velho e servidores ao litoral nordestino

Três vereadores e 12 servidores da Câmara de Porto Velho gastam quase R$ 45 mil só em diárias em viagem ao Nordeste
Jair Montes, Marcelo Cruz e Jacaré são mencionados por promotor de Justiça

Porto Velho, RO – Os empenhos para a viagem de três vereadores acompanhados de doze servidores rumo ao XVIII Encontro Nordestino de Vereadores e Servidores de Câmara Municipais realizado em novembro em João Pessoa, Paraíba, rendeu a ação do Ministério Público (MP/RO), que já investiga o caso.

Com gasto que chega a R$ 45 mil sem contar passagens aéreas, o episódio rendeu o nome de Escândalo das Diárias, gerando repulsa por parte da população porto-velhense. Principalmente neste momento onde os cidadãos rondonienses “apertam os cintos” acompanhados dos demais brasileiros diante do frágil cenário econômico nacional.


Procedimento publicado no Diário Oficial de Justiça

O promotor de Justiça Rogério José Nantes instaurou procedimento preparatório a fim de apurar “a legalidade, finalidade pública e prestação de contas respectiva” em relação à gastança.

Jair Montes (PTC), Marcelo Cruz (PTB) e José Rabelo da Silva, o Jacaré (PSDC) encabeçaram a caravana ao litoral nordestino, conforme noticiou Rondônia Dinâmica.

Leia
Três vereadores e 12 servidores da Câmara de Porto Velho gastam quase R$ 45 mil só em diárias em viagem ao Nordeste

Marcelo Cruz, no entanto, alegou que não acompanhou a trupe, embora haja um empenho no Portal Transparência do Legislativo-Mirim em seu nome. O vereador não falou a respeito do destino da diária, apenas justificou sua ausência alegando ter ficado em Porto Velho atendendo em seu gabinete. Clique aqui e acesse o empenho em nome do petebista. 

E ainda
Vereador Marcelo Cruz diz que não foi a João Pessoa fazer curso com grupo de Rondônia

O custo disso? Cada um dos viajantes teria recebido R$ 2.975,40 em diárias.

Cada diária equivale a R$ 595,08.

Resumidamente, o contribuinte arcou, em tese, com R$ 44.631,00 só em diárias para o curso dos edis e dos servidores.

Soma-se ao valor mais R$ 6 mil, desembolsados para pagar a taxa de inscrição do curso: cada inscrição equivale a R$ 400,00.

Com isso, o total chega a R$ 50.631,00.

Reiterando, sem contar o valor das passagens áreas – ida e volta.

Clima de férias

A reportagem teve acesso ao perfil de uma das servidoras. Diferentemente de capacitação, o clima exaltado parecia de férias, conforme demonstra a imagem a seguir.


Servidora curte clima de férias em curso no Nordeste / Imagem: Facebook

Autor / Fonte: Rondoniadinamica

Leia Também

Loading...