Lancha de Sérgio Cabral confiscada pela Justiça irá novamente a leilão

O juiz Marcelo Bretas, titular da 7ª Vara Federal Criminal do Rio, responsável pelos desdobramentos da Operação Lava Jato no Rio, determinou que seja feita uma nova avaliação da lancha Manhattan Rio, de propriedade de Sérgio Cabral, que foi confiscada junto com outros bens do ex-governador. O pedido foi feito pelo Rio Leilões, do leiloeiro Renato Guedes, para que a embarcação seja colocada à venda por um preço mais justo.

O lance inicial do primeiro leilão (R$ 4 milhões), realizado no dia 4 de setembro do ano passado, é considerado muito acima do valor de mercado, de acordo com especialistas em náutica, técnicos e mecânicos. No dia 13 do mesmo mês, a lancha foi colocada em leilão com 20% de desconto, mas também não houve comprador.

Segundo especialistas, o valor da lancha está em torno de R$ 1,6 milhão. Bretas determinou que um oficial da Justiça federal faça o levantamento do valor de mercado da embarcação.

A lancha Manhattan Rio foi construída em 1997. Tem 80 pés e é do modelo Ferreti 80 e equipada com suíte, bar lounge, salas e bote com motor. No interior, há aparelhos e eletrodomésticos que também estão incluídos no valor do leilão.

Leilão

A embarcação foi colocada em leilão no mesmo dia da mansão do ex-governador Sérgio Cabral, em Mangaratiba, arrematada no dia 13 de setembro de 2018 por R$ 6,4 milhões, valor mínimo estipulado no leilão, junto com outros bens sequestrados de Cabral pela Justiça Federal. A venda ocorreu nos últimos minutos do leilão, após o próprio leiloeiro já ter admitido que teria de anunciar o imóvel por um preço inferior, em um próximo arremate.

Autor / Fonte: Por Douglas Corrêa - Repórter da Agência Brasil Rio de Janeiro

IDETRO WORKSHOP

Comentários

Leia Também

 
Loading...