Casa Branca monitora lealdade a Trump em departamentos

Casa Branca monitora lealdade a Trump em departamentos

O presidente americano Donald Trump faz seu primeiro discurso em sessão conjunta aos legisladores do Senado e da Câmara de Representantes dos EUA - 28/02/2017 (Jim Lo Scalzo/Reuters)

Há dois meses no cargo, o presidente do Estados Unidos, Donald Trump, ainda não está seguro de que seus secretários seguem à risca sua agenda política. Para driblar as dúvidas, o republicano mantém um “assessor político” em cada agência do governo, com a intenção de monitorar a lealdade dos membros de seu gabinete, revelou o jornal Washington Post.

Em reportagem publicada nesta segunda-feira, o Post revela que oito membros da administração de Trump confirmaram a existência de 16 assessores do presidente, em todas as secretarias (equivalentes aos ministérios no Brasil). Segundo documento publicado pelo site ProPublica, os agentes de lealdade também estão presente em agências menores, como a NASA.

Abertamente, os assessores são responsáveis por agir como elo de ligação entre a Casa Branca e as agências governamentais. Contudo, de acordo com fontes do Post, sua missão principal é garantir que os secretários sigam a agenda presidencial. A preocupação dos líderes americanos com a lealdade do gabinete não é inédita, porém, é a primeira vez que um esquema de monitoramento deste tipo é organizado.

Autor / Fonte: Veja

Leia Também

Comentários